Escolha uma região

Encontre o seu imóvel

Iluminação externa da casa fornece decoração e segurança

Do lado de fora de uma residência, existem pontos importantes a se considerar na iluminação, como valorização, intensidade e campo de visão

Há muitas maneiras diferentes de adicionar iluminação de segurança em uma casa. As principais características deste tipo de iluminação são: brilhante, que abrange uma grande área, que acende quando acionada e que é montada de forma superior a outras luzes – o que ajuda a cobrir uma área maior. Há também mais um ponto a considerar: qualquer luminária que seja montada do lado de fora de uma casa, e todos os seus componentes, deve ser concebida e dimensionada para sobreviver a qualquer variação de clima.

Várias questões devem ser levadas em conta no momento de escolher a iluminação externa da residência.

Primeiramente, as luminárias devem colocar a luz onde é preciso. Isso pode variar de refletores montados em caminho de luzes ou escadas iluminadas automaticamente ao escurecer. Em segundo lugar, os acessórios e componentes são feitos para estar do lado de fora. Se as luminárias estarão sob um teto, como no alpendre, elas devem suportar a umidade, mas não precisam ser à prova de água. As luminárias instaladas em uma parede exterior, expostas ou em qualquer outra área desprotegida, como no quintal ou ao lado de escadas externas, já devem ser à prova d'água, para durarem e oferecerem segurança contra curtos circuitos.

Quanto às luzes de gás, você terá que ligar em alguns momentos e desligar em outros. Para as luzes elétricas de segurança, a função on/off, muitas vezes, pode ser automatizada através da instalação de um temporizador ou uma fotocélula para abrir e fechar o circuito. Se for preciso que a luz ascenda ou mude de fraca para brilhante, quando alguém está na área, a instalação de um detector de movimento é uma boa opção.

Alguns tipos de lâmpadas devem ser à prova d'água, para maior durabilidade e segurança.

Depois, há o design, ou estilo, dos equipamentos e controles. Se as luminárias serão visíveis, será necessário escolher aquelas que são compatíveis com o estilo da casa. Os controles podem começar com interruptores manuais simples de ligar/desligar. Há modelos que possuem interruptores temporizadores, para garantir que a luz ascenda sempre quando for preciso. Isso pode ser especialmente útil para fins de segurança. Se o morador estiver longe de casa durante a noite, a luz do lado de fora vai ascender na hora desejada, dando a aparência de que alguém está em casa.

A fotocélula pode ser usada para ligar as luzes elétricas quando está escuro e apagá-las quando há claridade. Um detector de movimento acende a luz quando alguém se move para a área que ele está cobrindo, e apaga a luz poucos minutos após o movimento não ser mais detectado.

Pensando em um uso mais eficiente da energia, muitas pessoas estão instalando lâmpadas energeticamente eficientes, como lâmpadas fluorescentes compactas, halogênios e LEDs. Uma coisa a se pensar é que nem todas elas são feitas para serem controlados por controles automáticos – especialmente por fotocélulas. E muitas fotocélulas não fornecem potência máxima no início, e lâmpadas que são fracas não funcionarão bem com elas. Portanto se o morador quer usar lâmpadas fluorescentes compactas, como parte de sua iluminação automatizada, então, deve instalar aquelas que são reguláveis.

Ver todas em: Decoração